Ambulatoriais

Programa de Estimulação Precoce – PEP

            O termo estimulação precoce significa aproveitar o período de desenvolvimento cerebral máximo de crianças (0 a 6 anos) e baseado nesses conhecimentos conseguir ganhos significantes que ajudem a aquisição de habilidades clínico-pedagógicas e facilitem a inclusão social e escolar.

            A estimulação preFoto para link Programas - Ambulatoriais PEPcoce deve ser iniciado a partir do movimento que a criança foi diagnosticada, aguçando as percepções sensoriais, os movimentos ideais (posicionamento da criança), os aspectos motores (como coordenação motora fina de membros superiores), o brincar, a socialização e a cognição.

            O programa de Estimulação Precoce (PEP), da APAE de Cotia, atende crianças de 0 a 6 anos e 11 meses de idade e os seus familiares, que contam com o apoio de Neurologista, Terapeuta Ocupacional, Psicóloga, Fisioterapeuta, Fonoaudióloga e Pedagoga. Tem como objetivo a estimulação neuro-psico-motora e de linguagem para que a criança se aproxime, ao máximo, do desenvolvimento ideal para a idade cronológica em que está. As crianças são atendidas semanalmente e os responsáveis recebem orientações, informações e apoio, trocando experiências e vivências.

 Programa de Apoio à Educação Inclusiva – PAEI

            O Programa de Apoio à Educação Inclusiva (PAEI) tem como objetivo atender crianças e adolescentes incluídos na rede regular de ensino com a principal queixa deFoto para link Programas - Ambulatoriais PAEI dificuldade de aprendizagem escolar, dando suporte e orientação para a família, atendidos e escola.

            Após avaliações específicas os atendidos passam por atendimento semanal individualizado pedagógico, e quando há necessidade e possibilidade também são atendidos pelos setores de psicologia, fonoaudiologia, terapia ocupacional e fisioterapia.

 Programa Interdisciplinar de Estimulação e Habilitação – PIEH

            O Programa Interdisciplinar de Estimulação e Habilitação – PIEH atende crianças, adolescentes e adultos com maior comprometimento neuro-psico-motor e tem como objetivo proporcionar qualidade de vida para estes atendidos e seus familiares, dentro de um contexto adequado de estimulação e orientação.

            O programa é subdividido em grupos pelo critério da idade cronológica e a equipe de atendimento é formada por médicos, terapeuta ocupacional, fisioterapeuta, psicólogos, fonoaudióloga e pedagogas.